Essa poesia não está escrita

Nos livros que li

Está no íntimo que vi

Lá não existe passado

É pleno futuro…

Por tudo que já vivi…

(Escolhi e acolhi…)

Não foi pesadelo nem sonho…

É ingenuidade distante

Nesse longínquo caminhar

Traçado com desenho irregular