Detenho-me na beleza

Deste mar

Fonte de força e esplendor

Vejo-o ao luar

O meu íntimo

Ele vem lavar

A contemplação

Em meu coração

É sem limites

O mar toca minha emoção

Com um profundo cativar

Nele posso descansar

Sempre que o contemplar

Pela estrada você vai

Cavalgando com coragem

E com desejo de viver

Assim você se faz

Escrevendo sua história

Sem medo e sem rancor

Mergulhando na memória

Seguindo e voltando

Construindo o seu nome

Tatuando por onde passa

O seu olhar e o seu sorriso