Lanço velas ao mar

E com elas um sonho

De descanso, do céu,

Um sonho de silêncio

Que não alcanço

 

Mas mesmo assim, toco

A imensa paz

Que de lá desce

E serena me faz

Detenho-me na beleza

Deste mar

Fonte de força e esplendor

Vejo-o ao luar

O meu íntimo

Ele vem lavar

A contemplação

Em meu coração

É sem limites

O mar toca minha emoção

Com um profundo cativar

Nele posso descansar

Sempre que o contemplar