Padrões do passado

Reflexos de medo

Um fardo pesado

Aperta-me o peito

Mas não vou sucumbir

Vou levantar-me com a aurora

As dores terão fim

As mágoas vão embora

Pois busco flexibilidade

Na minha mobilidade

Para assim transformar

O presente em felicidade

3 comentários sobre “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s